Bertaiolli entrega o primeiro túnel da maior obra da história da cidade
Planejamento  |  10 de Dezembro de 2016
Centenas de mogianos acompanharam, na manhã deste sábado (10/12), a entrega do primeiro túnel do Complexo Viário Jornalista Tirreno Da San Biagio.
Centenas de mogianos acompanharam, na manhã deste sábado (10/12), a entrega de mais uma obra histórica para Mogi das Cruzes, a maior contratada pela Prefeitura de Mogi das Cruzes. O prefeito Marco Bertaiolli entregou o primeiro túnel do Complexo Viário Jornalista Tirreno Da San Biagio. O evento, realizado na Praça Oswaldo Cruz, reuniu autoridades municipais e familiares do patrono, que se destacou pelo carinho e empenho no desenvolvimento de Mogi das Cruzes.

“Estamos concluindo um ciclo de sucesso na administração de nossa cidade, o que não faz sentido se for para melhorar a vida das pessoas. Cumprimos nossa missão e estamos entregando uma cidade melhor. Esta é uma obra emblemática, que termina com um dos maiores conflitos de Mogi das Cruzes: as cancelas, que atrapalham os pedestres e motoristas. Uma obra que vai contribuir para o desenvolvimento, a geração de empregos e a qualidade do transporte na região”, disse o chefe do executivo.

O túnel, entregue na manhã deste sábado, liga as ruas Ricardo Vilela e Hamilton da Silva e Costa. Os pedestres puderam circular pelo local até às 14 horas, horário em que o túnel foi liberado para o tráfego de veículos. Como já acontece na região central, não será permitida a passagem de caminhões pesados na passagem subterrânea. Os ônibus que cumprem itinerários e que precisem utilizar o túnel serão liberados e poderão usar o caminho. A passagem de pedestres é proibida.

O prefeito ainda observou que a Administração Municipal poderia ter optado pela construção de um muro ou um viaduto, mas estas não eram soluções viáveis para preservar um centro histórico de uma cidade de 456 anos. “Optamos pelo caminho mais difícil, um complexo viário de túneis que pudesse unir a cidade. Fizemos o projeto e levamos para Brasília, onde encontramos a parceria do então Ministro das Cidades, Gilberto Kassab, que firmou conosco o contrato para a maior obra já contratada pela Prefeitura de Mogi das Cruzes”, contou. O investimento total na obra é de R$ 128 milhões, sendo R$ 98 milhões provenientes do Governo Federal e R$ 30 milhões de contrapartida municipal.

O vice-prefeito José Antonio Cuco Pereira destacou a obra como um dos dois grandes sonhos da cidade, o primeiro, também já concluído, foi o Hospital Municipal de Mogi das Cruzes. “O segundo sonho é justamente onde estamos hoje, nesta grande obra que liga o Centro ao Bairro do Mogilar. É a maior obra viária da cidade realizada por este grande prefeito, por que não basta querer ser prefeito, é preciso ser prefeito”, disse.

A solenidade contou com uma homenagem aos trabalhadores da obra, representados pelo mestre de obras José Alves Teixeira. Roberto Assi, proprietário da Papiros, representou os comerciantes da região. “Os comerciantes ficaram com medo no início, mas sempre falei do perfil empreendedor do prefeito e que ele concluíria o trabalho. Hoje, estamos aqui na entrega do primeiro túnel. Tivemos uma interlocução muito bacana com a Prefeitura neste período. Obrigado, Bertaiolli, por mudar Mogi. Obrigado por mudar nossa região”, disse.

Homenagem ao patrono
A homenagem ao jornalista Tirreno Da San Biagio foi marcada pela emoção. Túlio Da San Biagio, diretor-superintendente do Grupo Diário, representou a família. Coincidentemente nesta mesma data e horário era realizado há 57 anos o casamento de Tirreno com Neide Brandão da San Biagio, que também esteve presente na solenidade.

“Estamos emocionados em fazer parte deste momento ímpar para a história da cidade. Meu pai tinha um ideal prioritário e esse ideal era a cidade de Mogi das Cruzes. Eu e minha família temos o compromisso de manter vivo este ideal. Nossa família está honrada e orgulhosa por esta obra que eterniza o nome de meu pai no coração da cidade”, disse o filho, que esteve acompanhado pela esposa e duas filhas e o irmão, Spartaco Da San Biagio, diretor responsável do jornal O Diário.

Sobre a obra
O túnel tem 298 metros, sendo 40 deles escavados embaixo da linha de trem. São 4,5 metros de pista dentro do túnel, com saída em duas pistas, com 7,5 metros no total. Não é permitida a passagem de pedestres pelo túnel – existe uma faixa lateral, com 1,2 metro de largura, que abriga a galeria de águas pluviais e é reservada para emergências, como panes mecânicas de automóveis e acidentes. O túnel terá velocidade máxima de 40 km/h e já foi instalado um radar para identificar infrações à legislação.

Enquanto o túnel entre a Ricardo Vilela e a Hamilton da Silva e Costa está pronto, a outra passagem, entre a Cabo Diogo Oliver e a avenida Adhemar de Barros segue em obras e está com 55% de seu cronograma concluído. As duas entradas estão abertas e atualmente os funcionários realizam a escavação por baixo da linha férrea, que possui 190 metros – bem maior do que do primeiro túnel, que tem 40 metros de trecho subterrâneo.

O secretário de Planejamento e Urbanismo, João Francisco Chavedar, responsável pelo projeto ressaltou a diferença da tecnologia construtiva e o desafio de entregar uma obra deste porte. “Como mogiano, sinto da entrega de hoje como um presente para a cidade e para mim também. Em um ano, entregamos o primeiro túnel e o segundo já está com 55% das obras”, destacou.

O titular da Pasta agradeceu a sua equipe, o consórcio responsável pela obra, a CPTM e as secretarias municipais envolvidas no projeto. O prefeito eleito Marcus Melo e seu vice Juliano Abe também prestigiaram a solenidade. Participaram do evento o secretário estadual adunto de Turismo, Romildo Campello, vereadores, secretários municipais, o deputado estadual Marcos Damásio. (KCB)