Dia D de Combate ao Aedes aegypti será realizado nesta sexta-feira, no Largo do Rosário

Secretaria de Saúde

28 de novembro de 2018
Acessibilidade

A Prefeitura de Mogi das Cruzes, por meio do Núcleo de Controle e Prevenção das Arboviroses, promove nesta semana uma série de vistorias de prevenção e orientação dentro da Semana Nacional de Combate ao Aedes aegypti. O Dia D está marcado para sexta-feira, dia 30 de novembro, com uma ação de mobilização e distribuição de material informativo no Largo do Rosário, das 9 às 16 horas. Também será realizada a vacinação contra febre amarela. 

Desde o início do mês, as equipes do Núcleo de Controle e Prevenção das Arboviroses estão percorrendo escolas, creches, unidades de saúde, hospitais e instituições para vistoriar e reforçar as orientações sobre como prevenir a proliferação do mosquito Aedes aegypti. Nos prédios públicos, o trabalho conta com apoio dos grupos de brigadistas. Nesta sexta-feira, o trabalho será concentrado nos bairros quem registraram maiores índices de infestação, conforme a última Avaliação de Densidade Larvária (ADL).

"As unidades costumam manter os cuidados necessários para evitar a proliferação do Aedes aegypti, mas é importante ressaltarmos sempre as informações, principalmente em função da presença do mosquito em toda a cidade", explica o coordenador do Núcleo de Controle e Prevenção das Arboviroses, Jefferson Renan de Araújo Leite. "Nos bairros, o cuidado precisa ser constante", acrescentou.

Como o mosquito está presente em todo o território mogiano, os trabalhos de prevenção não podem parar. A principal orientação aos munícipes é eliminar todo e qualquer recipiente ou situação que possa facilitar o acúmulo de água e, consequentemente, a proliferação do Aedes aegypti.

Outra grande preocupação neste período do ano é a febre amarela. A principal orientação é a vacinação. “A vacina é indicada para todos, principalmente para quem pretende viajar para o Litoral neste final de ano. Quem ainda não tomou a vacina contra a febre amarela deve procurar uma unidade de saúde mais próxima e garantir a proteção”, explica a médica da Vigilância Epidemiológica Municipal, Tereza Nihei.

A dose é única e válida pela vida toda, mas é contraindicada para bebês menores de 9 meses de vida, gestantes, mães que amamentam bebês menores de seis meses e pessoas que apresentam algum tipo de imunossupressão por uso de medicamentos ou portadores de doenças imunossupressoras. Pessoas portadoras de doenças crônicas importantes devem consultar o médico.

 

Confira algumas dicas de prevenção:

  • Não acumule materiais desnecessários e sem uso. Se forem destinados à reciclagem, guarde-os em local coberto e abrigado da chuva.
  • Trate a piscina com cloro. Se ela não estiver em uso, esvazie-a completamente. Mantenha lagos, cascatas ou espelhos sempre limpos ou crie peixes que se alimentem de larvas.
  • Entregue pneus velhos para reciclagem ou guarde-os, sem água, em locais cobertos.
  • Verifique se os ralos da casa não estão entupidos. Limpe-os pelo menos uma vez por semana e, se não os estiver usando, deixe-os fechados.
  • Guarde as garrafas, baldes ou latas vazias de cabeça para baixo.
  • Lave com escova e sabão as vasilhas de água e comida de seus animais.
  • Retire a água da bandeja externa da geladeira e lave a bandeja com sabão.
  • Não deixe acumular água na parte debaixo das torneiras de bebedouros e filtros.