Mogi das Cruzes tem atrações de lazer e cultura durante as férias escolares

Secretaria de Esporte e Lazer

03 de janeiro de 2020
Acessibilidade

Os parques Centenário, Leon Feffer e da Cidade recebem, a partir do dia 11 de janeiro, mais uma edição do programa Brincando nas Férias, uma iniciativa da Prefeitura de Mogi das Cruzes para oferecer opções de lazer para as crianças durante o período de recesso escolar. Todas as atividades são gratuitas.

As atividades acontecerão, das 10h às 16h, simultaneamente nos três parques urbanos de Mogi das Cruzes. Serão três finais de semana seguidos, nos dias 11, 12, 18, 19, 25 e 26 de janeiro.

Nos três locais, serão disponibilizados brinquedos infláveis, atividades com monitores, cama elástica, pintura facial e futebol de sabão, que é a novidade para esta edição do programa.

“Durante o período de férias de verão, os parques de Mogi das Cruzes são bastante procurados pela população. Com as atividades do programa Brincando nas Férias, a Prefeitura oferece mais atrações de lazer para os mogianos, em locais que contam com infraestrutura de qualidade para receber os visitantes”, afirmou o secretário municipal de Esporte e Lazer, Nilo Guimarães.

Além das atividades durante os finais de semana de janeiro, a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Smel) também está planejando a realização de passeios ciclísticos e caminhadas durante o período de verão.

Cultura

A Secretaria Municipal de Cultura também terá atividades gratuitas para a população, com destaque a para o Festival de Verão, que começa no dia 14 de janeiro. Serão, ao todo, 27 dias de programação, com atrações de artes plásticas, dança, teatro, cinema e também um esquenta para o Carnaval 2020.

Do segmento de artes plásticas, o destaque do festival será a mostra “40 anos de arte de Lúcio Bittencourt”, que ocupará a Galeria de Artes Wanda Coelho Barbieri, no Centro Cultural de Mogi das Cruzes, até o dia 29 de fevereiro. O artista mogiano também lançará, durante a programação do festival, um livro-documentário, que compila as quatro décadas de sua trajetória profissional.

O festival também será marcado por cinco lançamentos de obras gravadas no Estúdio Municipal de Áudio e Música (EMAM). Ganharão as ruas os projetos “Cosmifalô”, do artista Celso Oliveira, conhecido como Ocre, “Todo Mundo Quer Amar”, do músico Léo Zerrah, “Misturadô”, do grupo Terra de Almofadas e dois CDS comemorativos, sendo um em homenagem a Seu Eurico do Cavaco e outro da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae).

Apresentações musicais também terão destaque na programação. A cidade receberá, por exemplo, a Orquestra Yankees In Concert, com entrada solidária (doação de leite) e a 1ª Mostra de Música de Câmara, em que se apresentarão o Grupo Brassuka (quinteto de metais), o Quinteto de Sopros Ventos do Itapety, o Quarteto de Trompas do Itapety e o Quinta Essentia Quarteto.

O festival terá também um musical, que trará à cidade a consagrada atriz Eva Wilma. Intitulado “Casos e Canções”, o espetáculo é oferecido pelo programa Circuito SP, numa parceria entre a Prefeitura de Mogi das Cruzes e o Governo do Estado de São Paulo. Outra atração presente na programação do festival são as exibições de curtas-metragens infantis, que acontecerão em mais de uma ocasião, no Centro Cultural de Mogi das Cruzes.

O festival terá ainda atrações do hip hop, como uma edição especial de batalhas e trios, discotecagem com o DJ Pantera e Gilmar Fernandes no Parque Centenário, choro, com a Roda de Choro do Seu Julinho, uma edição do programa Vozes do Berimbau – Musicalidade e Capoeira e um esquenta para o Carnaval 2020, que está marcado para o dia 25 de janeiro, na Praça Norival Tavares.