Peça do ProAC faz sua estreia em Mogi, no palco do Theatro Vasques neste sábado

Secretaria de Cultura

11 de julho de 2018
Acessibilidade

Mogi das Cruzes vai receber neste sábado (14/07) uma peça trazida pelo Programa de Ação Cultural (ProAC), que está fazendo sua estreia nos palcos. É a montagem “Da Terra à Lua”, uma adaptação da literatura de Júlio Verne, assinada por Joyce Salomão. A atração faz parte da programação do Festival de Inverno Serra do Itapety 2018 e será apresentada em duas sessões: uma às 11h e outras às 16h, ambas no Theatro Vasques.

Quem protagoniza a montagem é a Sabre de Luz Teatro, uma companhia fundada em 2013 e que se dedica à pesquisa de autores clássicos, com o intuito de promover o incentivo à leitura. A cia investiga a linguagem do corpo como contador de histórias e nasceu na Pinacoteca do Estado de São Paulo, após dois anos de pesquisa e estudo acerca de artes visuais e performance.

A proposta do espetáculo teatral é apresentar a literatura de Júlio Verne em sua plenitude poética e filosófica. A trama se inicia a partir da meta de conquistar a lua, o que gera uma crise mundial e uma guerra interna, de análise do comportamento social da humanidade e a discussão sobre os interesses individuais versus um interesse coletivo.

“Da Terra à Lua”, logo, transmite a mensagem de que, para dar vida uma ideia revolucionária, é fundamental saber compartilhar ideias, fracassos e vitórias, permitindo a quebra de conceitos preestabelecidos e tornando o que parecia ser um interesse individual em uma vitória coletiva.

A Sabre de Luz desenvolve um trabalho de pesquisa junto ao público infantil, estudando sua atitude perante o mundo, sua forma de se relacionar com a vida, com a escola, com os amigos, a família, a Internet e consigo mesmo. E este projeto segue nessa linha de provocar algo, em vez de ditar conceitos e discutir a postura dos cidadãos e futuros cidadãos diante do ambiente vivido.

A personagem que dá início à narrativa é Doutor Barbicane, presidente do Clube de Canhão. É ele que tem a ideia revolucionária de transformar o maior de seus canhões em um projétil e atirá-lo para a lua. A proposta choca todo os países do mundo, que iniciam uma discussão a respeito. Alguns são contra e outros desejam o improvável: tripular o projétil.

Nesses desencontro de interesses e ideias, surge enfim um elemento com o qual todos concordam: a Terra não é mais a mesma e, para enxergá-la melhor, é necessário tomar uma distância.

Os interessados em assistir à peça devem chegar com uma hora de antecedência ao Theatro Vasques, para fazer a retirada de ingressos. A apresentação é voltada ao público infantil, mas pode ser conferida por pessoas de todas as idades. Assim como todos os eventos da programação do Festival de Inverno, a entrada é gratuita.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 4798-6900. (Lívia de Sá)