Rede municipal terá formação e organização pedagógica na próxima semana

Secretaria de Educação

09 de fevereiro de 2018
Acessibilidade
Dois casos de sucesso de ex-alunos serão apresentados para os concluintes dos cursos do Crescer nesta sexta-feira (17/08). (Foto: Ney Sarmento/PMMC)

A próxima semana será de planejamento e formação no sistema municipal de ensino de Mogi das Cruzes. Profissionais que atuam nas cozinhas das unidades escolares participarão na próxima quarta-feira (14/02), às 13 horas, do Encontro dos Manipuladores de Alimentos, no Cemforpe. Entre os dias 14 e 16 de fevereiro serão realizadas nas escolas e creches as reuniões de Organização Pedagógica e Administrativa (OPA). As aulas serão retomadas no dia 19 de fevereiro.

“A Organização Pedagógica e Administrativa (OPA) que acontece no início do ano escolar é uma ocasião indispensável e de extrema relevância, porque nela é possível – dentre outras possibilidades – planejar importantes ações para o ano letivo de 2018, discutir questões acerca do processo de ensino e de aprendizagem, bem como refletir sobre os resultados da Unidade Escolar”, disse a secretária municipal de Educação, Juliana Guedes. A rede municipal de ensino é responsável por cerca de 46 mil alunos em 205 escolas.

Em janeiro, o Departamento Pedagógico da Secretaria Municipal de Educação encaminhou um documento com orientações para as unidades escolares. O objetivo é de que os gestores possam articular o trabalho de suas equipes com foco na aprendizagem de todos os alunos, em todos os segmentos, baseados nos programas adotados pela Pasta e uma primeira aproximação dos profissionais com a Base Nacional Comum Curricular – BNCC. As reuniões serão nas escolas e creches.

Alimentação Escolar

O Encontro dos Manipuladores de Alimentos, organizado pelo Departamento de Alimentação Escolar da Pasta, reunirá cerca de 600 profissionais que atuam nas cozinhas das 205 unidades escolares do sistema municipal de ensino. Serão abordadas dietas especiais, recolhimento de amostra de alimentos, higienização de verduras e frutas e a segunda edição do Selo Cozinha Nota 10.

“Com o Selo Cozinha Nota 10, nosso objetivo foi criar um certificado de qualidade no intuito de reconhecer o trabalho realizado nas cozinhas escolares e também que fosse possível um acompanhamento posterior. Contamos com a parceria do Conselho Municipal de Alimentação Escolar, que também participou deste trabalho junto às escolas”, observou a secretária municipal.  (Kelli Correa Brito)