Seminário Olhares da Gestão Cultural será nesta terça-feira no auditório da PMMC

Secretaria de Cultura

20 de março de 2017
Acessibilidade

Nesta terça-feira (21/03), a Secretaria Municipal de Cultura, em parceria com o programa Oficinas Culturais do Estado de São Paulo, vai realizar, no auditório do prédio-sede da Prefeitura de Mogi das Cruzes, o seminário Olhares da Gestão Cultural. O objetivo do encontro, que tem participação gratuita, é promover o diálogo da cultura enquanto ferramenta de gestão entre aqueles que atuam na área, ampliando o debate a respeito do universo cultural e gerando a troca de experiências.

O seminário tem como público-alvo dirigentes culturais, produtores, artistas, professores e pesquisadores, porém é aberto a todos os interessados. Ainda é possível se inscrever nesta segunda-feira (20/03).

:: Inscreva-se aqui

Nesta edição, serão abordados temas como a gestão cultural municipal, indicadores culturais e economia criativa e do conhecimento. A programação inclui quatro palestras e dois debates, comandados por profissionais com destacada atuação. As palestras são: “Gestão cultural no âmbito municipal”, por Carlos Augusto Calil, “Economia do conhecimento: os novos desafios do século 21”, por Lidia Goldenstein, “Geração de indicadores para gestão cultural”, por Frederico Barbosa e “Políticas culturais: uma reflexão sobre o uso de indicadores”, por Cristina Lins.

Já os debates serão: “A cultura como vetor de desenvolvimento municipal”, com Carlos Augusto Calil e Lidia Goldenstein, mediado por Ana Carla Fonseca e “Plataformas digitais como ferramenta de gestão”, debate com Frederico Barbosa e Cristina Lins, mediado por Ana Carla Fonseca.

O Seminário Olhares da Gestão Cultural tem por objetivo realizar uma série de diálogos com pensadores, gestores e pesquisadores para aprofundar discussões sobre questões que envolvam a articulação e gestão e propiciar o compartilhamento de experiências bem- sucedidas na gestão cultural. Criado em 2013, já circulou por Limeira, Lins, Marília, Mogi das Cruzes, São Carlos, São José do Rio Preto, Sorocaba e São José dos Campos. A iniciativa tem apoio institucional do Sesc Santo André.

 

Sobre os participantes

Ana Carla Fonseca é administradora pública (FGV/SP), economista, mestre em Administração e doutora em Urbanismo (USP). Diretora da Garimpo de Soluções e escritora (Prêmio Jabuti 2007 em Economia e finalista em Urbanismo, em 2013). Professora no Brasil e no exterior, assessora em economia criativa e cidades para a ONU, conferencista e consultora em 30 países.

Carlos Augusto Calil é professor do Curso Superior do Audiovisual da Escola de Comunicação e Artes da USP. Foi dirigente de instituições culturais como Embrafilme, Cinemateca Brasileira e Centro Cultural São Paulo. De 2005 a 2012 foi secretário municipal de Cultura de São Paulo.

Frederico Barbosa é pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). Formado em Ciências Sociais, com mestrado e doutorado em Sociologia pela Universidade de Brasília, é professor de Mestrado em Direito e Políticas Públicas no Centro Universitário de Brasília (UniCeub). Atua na área de políticas públicas sociais e culturais: desenvolveu pesquisas avaliativas de programas e políticas culturais, sociologia e economia da cultura, e realizou planejamento de programas e ações na área pública, com produção de indicadores de acompanhamento.

Lidia Goldenstein é economista, formada pela USP e doutora pela Unicamp. Foi pesquisadora do Cebrap, assessora econômica da presidência do BNDES e das Secretarias de Economia e Planejamento dos Estados de São Paulo e do Rio de Janeiro. Foi comentarista econômica nas TVs Cultura e Manchete. Autora do livro “Repensando a dependência”, diretora da LGoldenstein Consultoria e diretora da Fundação Bienal. Estuda a economia criativa e seus impactos na economia brasileira e no exterior.

Cristina Lins, economista, é mestre em Estudos Populacionais e Pesquisas Sociais pela Escola Nacional de Ciências Estatísticas (Ence/IBGE). Além da consultoria em pesquisas e estatísticas culturais, atua na docência da Universidade Cândido Mendes/RJ. Autora de artigos sobre pesquisas e indicadores culturais. No IBGE, coordenou o Sistema de Informações e Indicadores Culturais, de 2004 a 2015.

 

Serviço

SEMINÁRIO OLHARES DA GESTÃO CULTURAL

Data: 21/03

Horário: das 9h às 17h

Local: Auditório do prédio-sede da Prefeitura de Mogi das Cruzes (Avenida Vereador Narciso Yague Guimarães, 277, térreo - Centro Cívico)

Inscrições gratuitas

 

Programação do dia

9h - Credenciamento e café da manhã regional

9h45 - Abertura

10h - “Gestão cultural no âmbito municipal”, palestra de Carlos Augusto Calil

10h45 - “Economia do conhecimento: os novos desafios do século 21”, palestra de Lidia Goldenstein

11h30 - “A cultura como vetor de desenvolvimento municipal”, debate com Carlos Augusto Calil e Lidia Goldenstein, mediado por Ana Carla Fonseca

14h30 - “Geração de indicadores para gestão cultural”, palestra de Frederico Barbosa

15h15 - “Políticas culturais: uma reflexão sobre o uso de indicadores”, palestra de Cristina Lins

16h - “Plataformas digitais como ferramenta de gestão”, debate com Frederico Barbosa e Cristina Lins, mediado por Ana Carla Fonseca