Construção do 2º túnel chega a 60% e próxima etapa será escavação sob a linha férrea

Secretaria de Obras

13 de janeiro de 2017
Acessibilidade

A construção do segundo túnel do Complexo Viário Jornalista Tirreno Da San Biagio, que ligará a rua Cabo Diogo Oliver à avenida Governador Adhemar de Barros, chegou a 60% de seu cronograma. As máquinas e funcionários trabalham nas proximidades da Estação de Trens da CPTM, preparando-se para iniciar a escavação sob a linha férrea, que ainda não teve início. Com isso, a execução total do projeto - que inclui também o primeiro túnel, inaugurado no dia 10 de dezembro - atingiu 76%. As duas entradas do segundo túnel estão abertas e já é possível ver claramente o contorno do segundo túnel - que possui 426 metros e é maior do que o primeiro, com 298 metros. O investimento total na obra é de R$ 128 milhões, sendo R$ 98 milhões provenientes do Governo Federal e R$ 30 milhões de contrapartida municipal. Os recursos estão assegurados e a previsão é de que o segundo túnel seja inaugurado até o final deste ano. A próxima etapa do trabalho será a escavação sob a linha férrea, que é a fase mais complexa da obra, sob o ponto de vista técnico. É preciso realizar as escavações sem a interrupção dos trens. O avanço nesta etapa é lento, cerca de 60 centímetros por dia, e utiliza tecnologia moderna (o método não-destrutivo), que já demonstrou sua eficiência no primeiro túnel. Trânsito Com a entrega do primeiro túnel, que liga as ruas Dr. Ricardo Vilela e Hamilton da Silva e Costa, houve uma significativa melhora no trânsito da região central segundo a Secretaria Municipal de Transportes. Os motoristas que seguem pela Ricardo Vilela podem acessar o túnel, chegando ao Mogilar rapidamente, sem aguardar a passagem de trens pela linha férrea. A sinalização de orientação sobre o túnel foi instalada em um raio de um quilômetro no entorno do túnel, para que os condutores que vem de todas as direções sejam informados com antecedência sobre a alternativa. No caso dos motoristas que trafegam pela rua Braz Cubas e acessam a Dr. Deodato Wertheimer, há a opção de entrar à esquerda, no cruzamento com a rua Dr. Ricardo Vilela, e acessar o túnel - evitando, dessa forma, a cancela existente na Deodato. Esta alternativa agiliza o acesso ao Mogilar e acaba com a separação que existia na cidade, definida pela linha férrea e pela passagem dos trens, a cada cinco minutos. Já os motoristas que querem seguir em direção aos distritos de Braz Cubas e Jundiapeba podem continuar pela Ricardo Vilela, passando à direita do túnel e utilizando a rua Princesa Isabel de Bragança. Este caminho permite o acesso à avenida Voluntário Fernando Pinheiro Franco. (MAS)