Frentes de escavação do segundo túnel se encontram e passagem deve ser concluída até dezembro

Secretaria de Obras

03 de julho de 2017
Acessibilidade

As duas frentes de escavação do segundo túnel do Complexo Viário Jornalista Tirreno Da San Biagio se encontraram nesta segunda-feira (03/07) pela manhã, durante vistoria realizada pelo prefeito Marcus Melo e o vice Juliano Abe ao canteiro de obras. Este túnel ligará a rua Cabo Diogo Oliver à avenida Governador Adhemar de Barros e sua construção chegou a 82% do cronograma. O primeiro túnel foi entregue em dezembro do ano passado e a obra como um todo está em 90%.

“O consórcio conseguiu antecipar o cronograma em 15 dias e o trabalho está indo muito bem, como pudemos comprovar hoje. Trata-se de uma grande obra de mobilidade urbana que agora está entrando na reta final. Ela faz parte de um projeto de revitalização da região central e a Prefeitura reforçará as gestões junto à CPTM para que a empresa realize a reforma na estação de trem, o que completará esta intervenção”, disse Melo.

O prefeito lembrou que tem mantido contato com a CPTM, que já possui um projeto para a nova estação. A falta de recursos por parte do Governo do Estado, porém, tem atrasado o início do trabalho. Melo afirmou que continuará conversando com a empresa, até porque outras cidades da região, como Suzano e Poá, já fora, contempladas com reformas em suas estações ferroviárias.

Ao lado dos secretários Walter Zago (Obras), Claudio Rodrigues (Planejamento), Daniel Teixeira de Lima (Verde e Meio Ambiente), Eduardo Rangel (Transportes), Dirceu Lorena de Meira (Serviços Urbanos), Sadao Sakai (Desenvolvimento Econômico e Social) e Paulo Beono (diretor-geral do Semae), o prefeito mogiano acompanhou o exato momento em que as máquinas e funcionários das duas frentes se encontraram. O presidente da Câmara, Carlos Evaristo, também esteve no local, assim como os vereadores Edson Santos, Caio Cunha, Cuco Pereira, Antonio Lino e Pedro Komura.

O segundo túnel tem extensão de 426 metros, enquanto o primeiro, inaugurado no dia 10 de dezembro do ano passado, possui 298 metros. O construção da passagem subterrânea tem investimento total de R$ 128 milhões, sendo R$ 98 milhões em recursos federais e R$ 30 milhões de contrapartida municipal.

Após a entrega da obra, segundo o prefeito mogiano, será realizado um projeto de reurbanização das praças Oswaldo Cruz, Sacadura Cabral e do quarteirão entre as ruas Cabo Diogo Oliver, Engenheiro Gualberto e Hamilton da Silva e Costa. O projeto será debatido com os lojistas e prevê arborização, acessibilidade e priorizará os pedestres, assim como já aconteceu em outras obras realizadas no Centro, como a revitalização da rua Professor Flaviano de Melo e a inauguração da Praça Monsenhor Roque Pinto de Barros.

Trânsito

Na área de trânsito, o trecho da avenida Governador Adhemar de Barros entre as ruas Tenente Manoel Alves dos Anjos e Princesa Isabel de Bragança foi liberado ao tráfego, após um ano e meio interditado. Com isso, os motoristas podem descer a rua Dr. Ricardo Vilela, passar pela Sacadura Cabral e acessar a Adhemar de Barros em direção aos distritos de Braz Cubas e Jundiapeba. A liberação da passagem de veículos na avenida Adhemar de Barros diminuiu o trânsito na rua José Bonifácio e trouxe benefícios inclusive para a rua Dr. Correa, diminuindo os congestionamentos.

Também nesta segunda-feira, dia 3, começaram a operar 13 novas vagas de estacionamento no quarteirão da rua Braz Cubas, ao lado da Praça Oswaldo Cruz. O objetivo é melhorar a mobilidade na região. (Marco Aurélio Sobreiro)