Região da avenida Kaoru Hiramatsu recebe R$ 115 milhões em investimentos

Secretaria de Obras

05 de maio de 2016
Acessibilidade
Bertaiolli visitou construção da UPA do Oropó, do 6º Cempre de Mogi, da 59ª creche, além da duplicação da avenida Kaoru Hiramatsu. Região também recebe unidades habitacionais

O prefeito Marco Bertaiolli vistoriou, na manhã desta quinta-feira (05/05), o conjunto de obras que estão sendo realizadas na avenida Kaoru Hiramatsu. Ao todo, cerca de R$ 115 milhões estão sendo investidos na região em equipamentos de saúde, educação e habitação, além da duplicação da via, que liga a avenida Japão à rodovia Mogi-Bertioga.

"Foi feito um planejamento urbano moderno e sustentável que não existe, em termos de qualidade, no Brasil inteiro. Este complexo vai mudar a região do Oropó, com os moradores podendo utilizar a UPA, o Cempre e a creche que estão sendo construídos. Cada setor da cidade começa a contar com seus serviços e a população não precisa mais ficar transitando", explicou Bertaiolli.

O prefeito lembrou que, nos últimos anos, toda a região do Oropó recebeu melhorias, com urbanização de bairros, implantação de infraestrutura urbana e de equipamentos públicos, como creches, postos de saúde. Os investimentos na avenida Kaoru Hiramatsu completam este trabalho, melhorando a qualidade de vida dos moradores.

A vista desta quinta-feira começou pela construção da Unidade de Pronto Atendimento, que terá capacidade para realizar até 7 mil atendimentos por mês. O equipamento terá 1,6 mil metros quadrados de área construída e contará com consultórios, 11 leitos, sendo dois de isolamento, salas de observação, raio-X, eletrocardiografia, carrinhos de parada cardíaca, pediatria de emergência e exames laboratoriais. O investimento na construção é de R$ 4,5 milhões e a previsão é que a unidade, que tem 62% de suas obras concluídas, seja entregue em setembro.

"Este será o maior pronto socorro da cidade, praticamente um mini-hospital para o atendimento de toda esta população. Além disso, a UPA também terá uma base avançada do Samu para, em caso de necessidade, dar agilidade no socorro aos moradores desta região da cidade", disse o prefeito.

Na sequência, Bertaiolli acompanhou o andamento das obras de duplicação dos 2,62 quilômetros da avenida Kaoru Hiramatsu. Com investimentos de R$ 16.694.308,51, a via passará a contar com quatro faixas (duas faixas em cada sentido), ciclovia com 2,5 metros de largura e calçadas nos dois sentidos. Além disso, também estão sendo implantada infraestrutura, com sistema de drenagem e redes de esgoto.

"A Kaoru Hiramatsu é uma ligação muito importante entre a avenida Japão, que está saturada, e a rodovia Mogi-Bertioga. Duplicando a via, parte do trânsito será desviado para uma avenida moderna e segura, desafogando a avenida Japão. Além disso, os moradores terão toda a estrutura de ciclovia e calçadas, além do transporte coletivo que também melhorará", explicou o prefeito.

Outro investimento importante é a construção de 1.240 unidades habitacionais, em parceria com os Governos Federal e Estadual, por meio dos programas Minha Casa Minha Vida e Casa Paulista, em um investimento estimado de cerca de R$ 80 milhões. Os apartamentos, que estão divididos em cinco condomínios residenciais, serão entregues até o final deste ano e vão beneficiar um total aproximado de 5 mil pessoas, que poderão desfrutar de todo o complexo de serviços essenciais e infraestrutura que está sendo feito na região.

No complexo habitacional está sendo construída uma creche, com capacidade para 220 crianças. A obra é uma contrapartida da empresa responsável pelos condomínios, com investimento estimado de cerca de R$ 3 milhões.

A vistoria terminou nas obras do 6º Cempre de Mogi das Cruzes, que terá capacidade para 1.160 alunos, sendo 110 em período parcial na Educação Infantil e 1.050 no Ensino Fundamental no período integral, e da 59ª creche/escola da cidade, que está em fase final de construção, ao lado, com capacidade para 110 alunos. O investimento total nestas duas obras é de R$ 11.084.544,39 e as obras devem ser entregues em setembro e junho, respectivamente.

"Teremos toda a estrutura para atender as pessoas que já moram na região e os futuros moradores das unidades habitacionais. O Cempre que está sendo construído será a maior escola de Mogi das Cruzes, com período integral e qualidade de ensino", finalizou Bertaiolli. (LM)