Ilha Marabá fica fechada para visitação e reabre no dia 6 de janeiro

Secretaria do Verde e Meio Ambiente

26 de dezembro de 2019
Acessibilidade

O Núcleo de Educação Ambiental Ilha Marabá ficará fechado para visitação até o dia 5 de janeiro, retornando às atividades normais no dia 6. A Ilha Marabá funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e aos sábados, das 9h às 14h. A entrada é gratuita, não é preciso fazer reservas antecipadas e os visitantes podem fazer a trilha sozinhos ou, se preferirem, acompanhados por monitores. Reinaugurada no dia 27 de junho deste ano, o equipamento recebe visitas de alunos da rede municipal, grupos de estudantes universitários e o público em geral.

O secretário municipal do Verde e Meio Ambiente, Daniel Teixeira de Lima, faz um balanço positivo das ações realizadas na Ilha Marabá nos seis meses de reabertura do espaço. “A secretaria possui diversas atribuições e, entre elas, a educação ambiental é uma das mais importantes. A reforma e reabertura da Ilha Marabá ocorreram com este objetivo, proporcionando aos estudantes e à população em geral um espaço com opções variadas de aprendizado, conduzidas por técnicos e estagiários do curso de Biologia”, explicou.

Com 13,4 mil metros quadrados, a Ilha Marabá recebeu uma grande reforma interna, com nova pintura, reparos na alvenaria e instalação de novas placas de orientação - tudo foi executado com mão-de-obra própria da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente. Também foi feita a troca de todo o madeiramento da ponte sobre o Rio Tietê.

Assim que chega ao espaço, o visitante tem uma exposição de fotos de animais registrados em Mogi das Cruzes, assiste também a um vídeo sobre água e florestas e tem informações a respeito da história da Ilha Marabá. Em seguida, pode fazer a trilha e conhecer de perto do rio Tietê. Não é preciso fazer reservas antecipadas e os visitantes podem fazer a trilha sozinhos ou, se preferirem, acompanhados por monitores.

Desde julho, a Ilha Marabá recebeu eventos como polinização de orquídeas, doação de mudas dentro da Semana da Primavera, além de visitas de alunos. No dia 20 de novembro, foi apresentado no local o Plano Municipal da Mata Atlântica, com a presença de autoridades, ambientalistas, estudantes e do público em geral.

O material está disponível no site da Prefeitura de Mogi das Cruzes para ser lido, analisado e receber sugestões (clique aqui para ter acesso à página com o material). Os interessados podem fazer contribuições para o plano até fevereiro do ano que vem, quando uma reunião do Conselho Mogiano de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Comoma) analisará todas as sugestões e fará a votação do documento.

Paralelamente à apresentação do Plano da Mata Atlântica, a Ilha Marabá recebeu a exposição “Biodiversidade da Mata Atlântica”, na Ilha Marabá, que ocorreu entre o dias 20 e 29 de novembro. A mostra contou com espécies coletadas por alunos do curso de Biologia da Universidade de Mogi das Cruzes (UMC), que também atuaram como monitores e deram explicações detalhadas aos visitantes.

De acordo com o secretário Danie Teixeira de Lima, a parceria com a UMC foi fundamental tanto para a apresentação do Plano Municipal da Mata Atlântica como para a exposição. “A participação dos alunos foi muito importante para os dois eventos. Ao lado dos professores, os estudantes trabalham muito e proporcionaram uma exposição rica e variada, que agradou a todos”, finalizou. (Marco Aurélio Sobreiro)