Nível dos lagos sobe e trecho da pista de caminhada do Pq. Centenário é interditado

Secretaria do Verde e Meio Ambiente

06 de fevereiro de 2020
Acessibilidade

Como parte do trabalho de monitoramento realizado diariamente, técnicos da Secretaria do Verde e Meio Ambiente constataram nesta quinta-feira (06/02) o aumento do volume de água dos lagos do Parque Centenário e consequente o alagamento de trechos da pista de caminhada. Por isso, a secretaria fez o isolamento das áreas alagadas. Os guardas municipais que trabalham no parque reforçam a orientação aos frequentadores.

O secretário municipal do Verde e Meio Ambiente, Daniel Teixeira de Lima, acompanha a situação: “Há um protocolo de atuação definido para situações como esta, que inclui isolar as áreas afetadas, informando os frequentadores, o que já aconteceu. Além disso, a Guarda Municipal está presente no parque todos os dias e contribui para orientar as pessoas, zelando pela segurança do público de uma forma geral”, explica, acrescentando que o Parque Centenário continua funcionando normalmente.

Somente no mês de fevereiro, já choveu 115,8 milímetros em Mogi das Cruzes. Na noite de quarta-feira (05/02), teve início uma chuva que perdurou durante toda a madrugada de quinta-feira (06/02), colaborando para o aumento do volume nos rios e córregos. Além disso, todo o Sistema Produtor de Água do Alto Tietê está cheio, com 84,7% de sua capacidade, um índice considerado excelente.

Localizado nas margens do rio Tietê, o Parque Centenário é uma região de várzea e a água que se acumula em sua área deixa de seguir pelo rio Tietê, contribuindo para manter o nível do rio mais baixo. Nesta quinta-feira (06/02), por exemplo, o nível do Tietê no ponto de medição da Ponte Grande é de 3,35 metros, sendo que o limite para extravasão é de 3,60 metros. “O parque foi construído também com o objetivo de ajudar na preservação dessa área de várzea do rio”, finaliza o secretário do Verde. (Marco Aurélio Sobreiro)