Plano Diretor de Desenvolvimento Turístico consolida políticas públicas no setor

Home > Turismo > Destino Mogi

Plano Diretor de Desenvolvimento Turístico consolida políticas públicas no setor

O Plano Diretor de Desenvolvimento Turístico de Mogi das Cruzes, aprovado pela Câmara Municipal nesta terça-feira (13/12), será um instrumento de planejamento capaz de orientar o desenvolvimento econômico, político e social com sustentabilidade para o turismo da cidade. O documento consolida o trabalho realizado no setor desde 2009 com a implantação da Coordenadoria de Turismo, vinculada à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Social.

“Mogi das Cruzes é uma cidade com mais de 450 anos de história. Localizada a 50 quilômetros de São Paulo com acesso fácil ao aeroporto internacional de Guarulhos. Tem mais de 65% do seu território situado em área de preservação ambiental, o que representa a segunda maior reserva de Mata Atlântica do Estado, repleta de belezas naturais e espécies raras da fauna e flora”, destacou o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Social, Osvaldo Bolanho.

Com estes atrativos, Mogi tem transformado seu perfil turístico. Além da vinda do Expresso Turístico e o destaque para o turismo rural, de aventura e o cicloturismo, os avanços no turismo mogiano passam pela reformulação do Conselho Municipal de Turismo – Comtur e ampliação da rede hoteleira. Mogi das Cruzes tornou-se um local atrativo para a realização de grandes eventos. Neste período, a cidade recebeu 106 eventos turísticos com um público estimado de 199.105 pessoas. Um dos destaques foi a vinda da seleção belga de futebol durante a Copa do Mundo em 2014.

O Plano Diretor estabelece objetivos, metas, estratégias, programas e propostas de projetos que direcionará o setor pelos próximos três anos, período em que deverá ser feito uma revisão, sendo que as alterações serão submetidas à apreciação do Comtur. Elaborado por meio de um convênio entre a Prefeitura de Mogi das Cruzes e a Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP), o documento fará parte de um processo permanente de planejamento municipal em conjunto com o seu público de interesse, envolvendo os segmentos que compõem a cadeia produtiva do turismo.

Quaisquer atividades turísticas que venham a se instalar no município, independente da origem, deverão observar as diretrizes dispostas no plano. Além do Plano Diretor de Desenvolvimento Turístico, também foi aprovada a implantação do Serviço de Transporte Turístico, Recreativo e de Lazer (STT), que oficializará a atuação de empreendedores que queiram desenvolver esta atividade no município. (KCB)



CULTURA
Festival de Verão 2017 - De 19 a 29 de janeiro
PREFEITURA