Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo prioriza público de 5 a 19 anos

Secretaria de Saúde

10 de fevereiro de 2020
Acessibilidade
Reforço da vacina contra febre amarela é aplicada em crianças de 4 anos

Mogi das Cruzes iniciou nesta segunda-feira (10/02) a primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo. A faixa etária da vacinação são crianças e jovens de 5 a 19 anos que não tenham comprovante ou que estejam com a caderneta de vacinação incompleta. Para isso, um profissional qualificado irá avaliar a necessidade.

A campanha de vacinação vai até o dia 13 de março em todos as Unidades Básicas de Saúde e Unidades do Programa Saúde da Família. A dose aplicada é a tríplice viral, que protege contra caxumba, sarampo e rubéola, que continua disponível em qualquer unidade de saúde.

O objetivo da ação nacional é verificar as cadernetas de vacinação de crianças e jovens público-alvo da campanha. A vacina será aplicada nos casos de atraso na cobertura, por isso é imprescindível a apresentação da caderneta, documento obrigatório para que todas as informações possam ser atualizadas.

Neste ano, até o momento, Mogi das Cruzes registrou três casos confirmados de sarampo e outras 17 notificações aguardam resultados de exames. No ano passado, pelo menos 160 casos foram confirmados (alguns resultados de exames ainda não retornaram).

O sarampo é uma doença infecciosa, transmissível e extremamente contagiosa, podendo se tornar grave especialmente em crianças e adultos jovens. A transmissão ocorre de pessoa para pessoa, por meio de secreções respiratórias, e os principais sintomas são febre alta (acima de 38,5º) e manchas vermelhas pelo corpo (com início na face e atrás das orelhas), acompanhadas de tosse, coriza ou conjuntivite.

A forma mais eficaz de prevenir o sarampo é a vacina, mas a dose é contraindicada para gestantes e imunodeprimidos, como pessoas submetidas a tratamento de leucemia e pacientes oncológicos.

Em 2019, foram aplicadas 39.243 doses contra o sarampo na cidade, que atualmente disponibiliza a vacina nas UBSs, com quantidade suficiente para atender toda demanda que vem surgindo até o momento. Para ser considerado protegido, todo indivíduo deve tomar duas doses na vacina, com intervalo mínimo de um mês, aplicadas a partir dos 12 meses de idade. Em situação de risco para o sarampo, a primeira deve ser ministrada a partir dos 6 meses de idade.

Dia D

O Dia D será realizado em 15 de fevereiro e, das 8 às 15 horas, em todas unidades do Programa Saúde da Família e também nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) do Alto Ipiranga, Jardim Universo, Jundiapeba, Jardim Camila, Ponte Grande e Vila Suíssa. Em caso de dúvida, procure uma unidade de saúde ou entre em contato com a Vigilância Epidemiológica pelo telefone 4798-6768. (Vinícius Santana)