Mogi das Cruzes celebra Dia do Agricultor com ações de apoio à Agricultura local

Secretaria de Agricultura

27 de julho de 2020
Acessibilidade

Importante segmento da economia mogiana, a Agricultura é responsável por cerca de 10% do PIB de Mogi das Cruzes e mais de 10 mil empregos diretores e indiretos. Nesta terça-feira (28/07), data em que se comemora o Dia do Agricultor, a Prefeitura de Mogi das Cruzes destaca os avanços do programa Mogi é Agro e o trabalho feito para apoiar o setor diante dos desafios trazidos pela pandemia.

“A Agricultura é um segmento fundamental de nossa economia e temos trabalhado para fomentar o desenvolvimento do setor por meio do Mogi é Agro. Diante deste cenário difícil da pandemia, também criamos alternativas como a plataforma Agrigu para a venda de produtos agrícolas online. Estamos em constante diálogo com os agricultores e o Governo do Estado para superarmos as dificuldades pelas quais passa o setor neste período”, disse o prefeito Marcus Melo.  

Mogi das Cruzes possui 26 mil hectares de produção agropecuária e mais de 2 mil produtores individuais. O programa Mogi é Agro, desenvolvido pela administração municipal por meio da Secretaria de Agricultura, promove a agricultura da cidade e abrange iniciativas voltadas à infraestrutura, divulgação do potencial do agronegócio mogiano, capacitação de profissionais e estímulo a boas práticas. 

Dois projetos pilotos do programa estão em andamento. O Iluminando os Caminhos Rurais consiste na instalação de cinco luminárias fotovoltaicas em Sabaúna para verificação e monitoramento da qualidade deste tipo de recurso para a iluminação rural. A iniciativa poderá atender locais que não contam com rede secundária de distribuição de energia. 

Na área de saneamento rural, por meio do projeto Mogi Mais Água, em parceria com o Instituto Trata Brasil,também de forma piloto, estão sendo instalados dez sistemas de tratamento de esgoto isolado, sendo cinco aeróbicos e cinco anaeróbicos. Com a análise dos resultados será verificada a expansão do projeto.

Apoio à Agricultura durante a pandemia
Neste período de restrições devido à pandemia, o setor teve dificuldades em escoar a produção. Diante deste cenário, a Secretaria de Agricultura em parceria com o Polo Digital e a startup Agrigu desenvolveu a plataforma Agrigu – Mogi é Agro para o comércio online de diversos produtos agrícolas. A Secretaria também tem feito um trabalho de acompanhamento da retomada das atividades gradativa das feiras e varejões da cidade, incluindo as edições noturnas.

O diálogo com o Governo Estadual neste período também trouxe benefícios aos produtores, como a autorização para o funcionamento de floriculturas, garden centers e mercados de flores no início de maio. Foi quase um mês de discussão sobre o assunto com a Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado e com o Ibraflor (Instituto Brasileiro de Floricultura), de Holambra. 

“Foi um trabalho de construção com o setor de flores e com o apoio do prefeito Marcus Melo, que também levou a questão ao governador João Doria em uma videoconferência, conseguimos a autorização. A medida foi de extrema importância para o setor e tivemos o apoio incondicional das instituições envolvidas”, destacou o secretário municipal de Agricultura, Renato Abdo. 

Por meio do projeto Quitanda Social, uma parceria com a Secretaria de Assistência Social e o Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural, foi possível a doação de kits com produtos da agricultura familiar para famílias em situação de vulnerabilidade a partir de um recurso de R$ 1 milhão proveniente da Fundação Banco do Brasil. A ação foi articulada entre a Prefeitura de Mogi das Cruzes, a Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CDRS) do Governo do Estado e cooperativas de agricultores da cidade. (Kelli Correa Brito)

Confira mais informações sobre o programa Mogi é Agro no link Mogi é Agro promove o potencial do agronegócio mogiano e melhorias em equipamentos