Alunos das escolas municipais experimentam o tradicional afogado na merenda

Secretaria de Educação

07 de junho de 2019
Acessibilidade

A Secretaria de Educação serviu nesta quinta-feira (06/06) o tradicional afogado aos alunos das escolas municipais. Como já é de costume, a comida foi servida em para celebrar a Festa do Divino, tradição festa religiosa e cultural que acontece na cidade de Mogi das Cruzes dos dias 30 de maio a 9 de junho.

 

“São mais de quatro séculos de tradição do afogado na cidade, ao lado da Festa do Divino. Tem sido muito legal e gratificante manter essa cultura e servir o prato para nossas crianças, que aprendem a respeito do afogado, seus valores nutricionais e sua história aqui na região”, disse a secretária de Educação, Juliana Guedes.

 

O afogado é uma mistura de carne de vaca, batata, tomate, jiló e uma boa quantidade de água, além de vários temperos que dão o sabor especial dessa receita tão popular em Mogi das Cruzes.

 

O prato existe na cidade desde o século XVI, quando os bandeirantes adotaram Mogi como ponto de repouso e os tropeiros passavam na região vendendo gado e mercadorias. Como eles precisavam estar bem alimentados por causa das longas viagens, a alimentação deveria ser bem forte – por isso preparavam ensopados de carne e batata. O nome “afogado” se dá porque quando a comida está pronta, a carne e a batata dão impressão de estarem afogadas.

 

"O afogado é um prato saboroso e muito nutritivo. A carne utilizada no preparo geralmente é paleta ou acém, uma proteína de alto valor biológico essencial na alimentação. O prato contém minerais importantes como o ferro, vitaminas do complexo B6 e B12, magnésio, cálcio e zinco. A farinha de mandioca torrada faz parte do acompanhamento do prato também", comentou a nutricionista da Secretaria de Educação, Elisângela Teixeira Ramos Santos.

 

Festa do Divino

 

A Festa do Divino de Mogi é uma das maiores e mais antigas do Brasil, com mais de 400 anos de existência. A edição de 2019 tem como tema “Divino Espírito Santo: Renove a nossa Fé e a Transforme em Missão”.  A programação segue diariamente, com as alvoradas a partir das 5h, e a quermesse (a partir das 18h30, de segunda a sexta-feira, e das 14h, aos sábados e domingos), além das novenas e missas na Catedral de Santana, às 19h30.