Mutirões de saúde contribuem para reduzir espera por consultas e procedimentos

Secretaria de Saúde

17 de janeiro de 2020
Acessibilidade

A Prefeitura de Mogi das Cruzes investe além de suas atribuições na área da Saúde. Nos últimos anos, a Secretaria Municipal de Saúde vem ampliando significativamente a oferta de serviços à população por meio de novos equipamentos, ações concentradas ou parcerias firmadas com objetivo de reduzir filas de espera e garantir acesso ao atendimento e tratamento nas mais diversas áreas.

Desde o ano passado, estão em andamento mutirões para ampliar a oferta de vagas em especialidades com maiores demandas. Para exames de mamografia, por exemplo, um mutirão conseguiu praticamente zerar a fila de espera com vagas disponibilizadas pela Carreta da Mamografia, parceria com o Governo do Estado, e pela Unica – Unidade Clínica Ambulatorial de Jundiapeba, que é a primeira clínica municipal de especialidades de saúde implantada pela Prefeitura de Mogi das Cruzes.

As consultas e exames de Cardiologia também foram impulsionadas por uma ação concentrada realizada no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes. Outros mutirões já estão em andamento ou sendo preparados para procedimentos com grande procura como ultrassonografia transvaginal, de mama e ultrassonografia com doppler.  

“Embora grande parte desses atendimentos sejam atribuições do Estado, o cidadão mora no município e não tem obrigação de saber o que é responsabilidade de quem. Nosso esforço é para melhorar o atendimento sempre e garantir acesso aos munícipes”, explica o prefeito Marcus Melo, que no final do ano passado esteve reunido com o secretário estadual de Saúde, José Henrique Germann Ferreira solicitando o aumento das cotas de consultas e exames de especialidades para Mogi das Cruzes.

Entre as especialidades mais disputadas está a Oftalmologia. No final do ano passado, Mogi das Cruzes conseguiu, por meio de uma parceria firmada com a organização social INTS - Instituto Nacional de Tecnologia e Saúde, prestar atendimento para 2 mil pacientes mogianos que aguardavam por exames de refração, que identifica acuidade visual e grau de óculos. Outra parceria foi firmada com o Sepaco que, por dois anos, oferece gratuitamente 550 ultrassonografias diversas, 50 endoscopias e 2 cirurgias cardíacas adulto ao município.

SUS

O Sistema Único de Saúde foi criado na Constituição de 1988, quando a saúde se tornou um direito do cidadão, e faz parte de um dos maiores sistemas públicos de saúde do mundo, sendo o único a garantir acesso integral, igualitário e gratuito para todos. A gestão do SUS é realizada pelo Ministério da Saúde, Secretaria de Estado da Saúde e Secretaria Municipal de Saúde que dividem as atribuições e os serviços ofertados à população.

O Governo Federal é responsável por coordenar os sistemas de saúde de alta complexidade, além de planejar e fiscalizar o SUS em todo o país. Já o Estado deve criar e gerenciar sua própria política de saúde e coordenar suas redes de laboratórios, hemocentros, hospitais de referência, ambulatórios e outros locais de atendimentos complexos e especializados.

Ao município cabe garantir os serviços de atenção básica à saúde com a oferta de postos de saúde e consultas de clínica médica, pediatria e ginecologia.