Prefeitura prorroga suspensão das aulas presenciais até 6 de novembro

Secretaria de Gabinete

29 de setembro de 2020
Acessibilidade

A Prefeitura de Mogi das Cruzes, em reunião com o Comitê Gestor de Retomada das Atividades Econômicas, a Câmara Municipal e as secretarias municipais de Educação e Saúde, prorrogou na manhã desta quarta-feira a suspensão das atividades presenciais nas redes municipal, estadual e particular até o dia 6 de novembro. A medida atende a recomendação da Secretaria de Saúde e também é resultado da baixa taxa de prevalência da Covid-19 entre alunos e funcionários da rede municipal de ensino verificada na testagem feita na semana passada, o que representa alta chance de contaminação. Apenas 4,2% dos alunos e 2,9% dos funcionários tiveram contato com o novo coronavírus.

O objetivo da Administração Municipal é de que as atividades sejam retomadas quando houver segurança para todos. A Secretaria de Saúde apresentou a situação da pandemia na cidade, que aponta queda no número de internações e óbitos. A retomada das aulas neste momento poderia gerar uma circulação na cidade de 70 a 80 mil pessoas por dia na cidade, aumentando os riscos de contágio do novo coronavírus. A Prefeitura também ressaltou a recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria, que aponta os riscos com a retomada das atividades nas unidades escolares.

A testagem em alunos e funcionários foi realizada entre 21 e 25 de setembro. Foram testados 3.749 alunos entre 0 e 14 anos da rede municipal de ensino, destes 159 tiveram contato com o novo coronavírus, o que representa 4,2%. Entre os funcionários, foram feitos 1.410 testes, o que indicou uma prevalência baixa de 2,9%. O baixo índice representa que houve pouca circulação do novo coronavírus e há um grande potencial de contágio para estes grupos, que também podem se tornar transmissores para familiares e, em especial, para aqueles que convivem com pessoas dos grupos de risco. 

O Comitê Gestor destacou que as metas de trabalho estipuladas pelo grupo foram cumpridas conforme as reuniões realizadas com as escolas desde agosto, como a construção do protocolo sanitário, que foi encaminhado ao Ministério Público na semana passada. O Comitê apontou ainda que está sendo feito junto com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Social um estudo para apoiar os segmentos, como as escolas de Educação Infantil e o Transporte Escolar. Entre duas a três semanas será feita uma nova avaliação pela Administração Municipal sobre uma possível retomada. (Kelli Correa Brito)