UBS Ponte Grande realiza atividade de saúde mental no Parque Centenário

Secretaria de Saúde

11 de junho de 2019
Acessibilidade

A Unidade Básica de Saúde da Ponte Grande promoveu uma ação de saúde mental no Parque Centenário. O evento reuniu vários grupos terapêuticos desenvolvidos na unidade com o objetivo de promover uma manhã de integração, convivência e socialização ampliada, ocupando um espaço disponível para a população, integrado com a natureza e auxiliando os usuários a criarem novas estratégias de promoção da saúde mental.

As psicólogas Marina Mancini e Joelma Alves, que atuam na Ponte Grande, coordenam as atividades de Saúde Mental com foco na promoção, prevenção e recuperação da saúde dos usuários, considerando o aspecto biopsicossocial do indivíduo. Durante a ação, elas ministraram uma atividade de integração e socialização para recordar e compartilhar pontos positivos da história de vida de cada paciente. Foi proposta, ainda, uma atividade de exploração sensorial e, ao final, uma roda de conversa e a partilha de um lanche comunitário, onde todos puderam expressar suas percepções sobre a experiência do encontro no Parque. “A ideia foi dar destaque ao que temos de bom e importante na vida, olhar menos para os problemas e falar do que é mais positivo”, explicou Marina.

Giovana Oshiro, de 34 anos, é merendeira e participa regularmente de atividades oferecidas pela unidade de saúde. “Eu participo do grupo há três meses e meio, agora compreendo melhor o que eu sinto, sei como me colocar na sociedade e consigo controlar a ansiedade e sensações que antes eu não conseguia controlar. Hoje me sinto muito melhor”, afirmou.

A psicóloga Joelma Alves incentiva a participação dos usuários nas práticas integrativas. As atividades oferecidas vão desde práticas corporais, como grupo de caminhada, grupo de automassagem chinesa, dançaterapia, oficina terapêutica, além de psicoterapia para adultos e adolescentes.

As atividades também se estendem ao grupo infantil de regulação emocional, treino em habilidades de vida para adolescentes, grupo de envelhecimento ativo (para pessoas acima de 55 anos), auriculoterapia e grupo de orientação de pais e responsáveis. Uma horta comunitária é mantida pelos integrantes do grupo e fazem parte das práticas integrativas realizadas pela equipe da Ponte Grande.