Símbolos Oficiais

Home > Turismo > Mogi das Cruzes > Símbolos Oficiais

Brasão de Mogi das Cruzes O 1º Brasão do Município de Mogi das Cruzes foi instituído em 10 de março de 1929, pelo então prefeito Carlos Alberto Lopes. Durante o período da ditadura de Getúlio Vargas, o prefeito municipal nomeado, coronel Eduardo Lejeune, modificou o Brasão por meio de um Ato.

O Brasão, desenhado em 1931 pelo artista J. Wash Rodrigues, é o mesmo que representa a cidade até hoje. Foi criado pelo diretor do Museu Paulista, na época, o historiador Dr. Affonso Taunay.

A inspiração para o desenho do Brasão Mogiano foi um quadro denominado "Combate aos índios botocudos com soldados milicianos de Mogi das Cruzes". Esta foi a primeira representação de um Bandeirante, com sua roupas e armas, feita por um dos artistas mais importantes que ilustrou imagens do Brasil no começo do século XIX, Jean Baptiste Debret.

Entendendo o Brasão
O Brasão foi concebido como um grande escudo vermelho arredondado, típico dos emblemas de Portugal, sendo sustentado por dois Bandeirantes que vestem roupagem igual à representação encontrada no quadro de Debret. No centro do escudo, há um colete denominado "gibão", que cobria o Bandeirante do pescoço até o quadril, confeccionado em lã, algodão e, às vezes, em couro. Era acolchoado para proteger o corpo de flechas, espinhos e mordidas de animais peçonhentos.

Bandeira de Mogi das Cruzes Criada em 1956 pelo então estudante Domingos Geraldo Sica, a bandeira de Mogi das Cruzes foi instituída e oficializada pela Lei Municipal nº 804 em 29 de novembro de 1956. Possui três faixas horizontais, nas cores da bandeira do Estado de São Paulo. As faixas preta (em cima) e vermelha (embaixo) têm, cada uma, 1/4 do total e a branca, localizada ao centro, tem 2/4, representando os ideais pacifistas e progressistas do município.

No canto esquerdo, localiza-se um triângulo de lados iguais com o vértice voltado para a direita e na cor azul, representando o céu. Em cada um dos ângulos, existe uma estrela dourada. A primeira representa a passagem de famosos bandeirantes por Mogi das Cruzes, a segunda em homenagem à passagem de D. Pedro I pelo município pouco antes da proclamação da Independência e a terceira simbolizando a epopeia paulista em 1932, durante a Revolução Constitucionalista, onde tombaram ilustres mogianos.

Ainda sobre este triângulo, há à direita o brasão da cidade e à esquerda uma cobra fumando, lembrança da participação dos mogianos na Força Expedicionária Brasileira, na 2ª Guerra Mundial, em que Mogi das Cruzes foi a cidade que mais pracinhas enviou proporcionalmente em todo o Brasil.

Ouça o Hino Oficial do município de Mogi das Cruzes nos formatos WAV ou MP3 e acompanhe a letra baixando o arquivo PDF:

CULTURA
Festival de Verão 2017 - De 19 a 29 de janeiro
PREFEITURA