Investimentos fazem de Mogi das Cruzes a 75ª melhor cidade do País para fazer negócios

Secretaria de Desenvolvimento

14 de fevereiro de 2019
Acessibilidade

Destaque em índices de desenvolvimento social e capital humano, Mogi das Cruzes é a 75ª melhor cidade do País para fazer negócios, segundo estudo da revista Exame e da consultoria Urban Systems. A cidade, que ocupava a 84º posição em 2017, está investindo em políticas públicas para a atração de grandes empreendimentos e novos investimentos. Além da localização privilegiada e infraestrutura, iniciativas da Prefeitura de Mogi das Cruzes, como o Polo Digital de Mogi das Cruzes, a Sala do Empreendedor e leis de incentivo colocam a cidade no radar dos empreendedores.

Mogi das Cruzes é a única cidade do Alto Tietê no ranking nacional e está à frente de quatro capitais: Natal (82ª), Fortaleza (91ª), Manaus (93ª) e Belém (95ª). O levantamento classifica os 100 municípios com mais de 100 mil habitantes que oferecem as melhores condições de desenvolvimento econômico e oportunidades para se investir e empreender. O estudo analisa indicadores sociodemográficos, econômicos, financeiros, de saúde, educação, transporte, infraestrutura, mão de obra qualificada e segurança, com dados coletados em instituições oficiais de pesquisa.

A cidade possui quatro distritos industriais com infraestrutura e 20 milhões de m2 disponíveis para novos empreendimentos. Em 2018, Mogi das Cruzes apresentou um crescimento de 14,8% no número de vagas criadas, segundo o CAGED do Ministério do Trabalho, passando 1.621 empregos gerados em 2017 para 1.861 no ano passado. “Temos trabalhado todos os dias para melhorar a qualidade de vida da população, tornar nossa cidade mais atrativa para novos investimentos e gerar mais empregos. Trabalhamos lado a lado com os empreendedores e organizações, buscando sugestões e alternativas para facilitar a vida de quer investir ou ampliar suas atividades”, disse o prefeito Marcus Melo.

Além do crescimento no ranking geral, a cidade também está entre as que mais se destacam em Capital humano, passando do 90º lugar em 2017 para 37º em 2018 e em desenvolvimento social, onde alcançou a 46ª posição em 2018. “Este é o nosso objetivo continuar avançando sempre. Temos uma rede municipal de ensino e um Sistema Integrado de Saúde, que são referências e prioridades em nossa gestão, recebendo constantes investimentos para oferecer um serviço cada vez melhor à população”, observou o chefe do executivo. A admistração municipal oferece programas de qualificação de mão de obra e conta com o Emprega Mogi, para intermediar as contratações na cidade.

Políticas atrativas, inovação e tecnologia

Para auxiliar a abertura de novas empresas na cidade, foi criada a Sala do Empreendedor que reuniu em um mesmo local todos os órgãos ligados ao processo como JUCESP, Cadastro de Contribuintes Mobiliários (CCM) e consulta de viabilidade técnica do uso e ocupação do terreno. Novas empresas podem ser abertas em 24 horas e a inscrição no CCM pode ser realizada em média em 30 minutos. A cidade conta ainda com o Banco do Povo, que oferece uma linha de microcrédito para os empreendedores.

Os empreendedores também contam com a Plataforma Investe Mogi, que divulga áreas disponíveis na cidade para locação e venda destinadas à instalação de indústrias e grandes empresas e está em tramitação na Câmara Municipal, o Programa Mogiano de Atração de Investimentos e Geração de Empregos – Promae Emprega Mogi, que estabelece novas diretrizes e concede benefícios e incentivos fiscais e tributários para empresas que venham se instalar ou as instaladas no município que estejam em processo de expansão.

A cidade se tornou referência no empreendedorismo de inovação e consolidou seu ecossistema de inovação, que conta com o Polo Digital de Mogi das Cruzes (atualmente com dez startups estão incubadas), o Conselho Municipal de Inovação e Tecnologia – CMIT, o Fundo Municipal de Inovação e Tecnologia – FMIT e a recém-inaugurada Escola de Empreendedorismo e Inovação. Em fevereiro foi realizado o primeiro Hackathon, uma maratona de programação sobre a temática da segurança pública. Todas essas iniciativas, aliadas à infraestrutura completa e pronta para grandes empreendimentos, faz de Mogi uma das melhores cidades para morar e investir. (Kelli Correa Brito)