Curso de Educadores Ambientais estimula engajamento e capacitação técnica

Secretaria do Verde e Meio Ambiente

26 de novembro de 2021
facebook whatsapp
Acessibilidade

Atualmente em sua segunda turma, o Curso de Educadores Ambientais Locais, promovido pela Prefeitura de Mogi das Cruzes, por meio da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente, tem conseguido engajar, unir e capacitar mogianas e mogianos de diferentes idades e formações profissionais. Unindo formação teórica, atividades práticas e diálogo, o curso vem se consolidando na cidade como uma ferramenta de construção da cidadania e de respeito ao meio ambiente.

Reunindo alunos dos bairros Barroso, Pedra Branca, Pindorama, Quatinga, Taiaçupeba, Taquarussu e Vargem Grande, a segunda turma teve seu terceiro módulo de formação no dia 24 de novembro, na Sociedade Ambiental de Taiaçupeba (SAT). O curso prevê ainda uma visita ao Parque Municipal Chiquinho Veríssimo e um quarto módulo de formação, que ocorrerá no dia 8 de março, também na SAT. O primeiro módulo da segunda turma ocorreu no dia 27 de outubro e o segundo foi realizado no dia 10 de novembro.

A secretária municipal do Verde e Meio Ambiente, Michele de Sá Vieira, a diretora Suely Mitie Kusano e a educadora ambiental Carla Panzeri acompanham o andamento do curso e o processo de formação das turmas com atenção. Segundo Carla, que ministra aulas teóricas e práticas aos participantes, a formação tem sido útil para aproximar pessoas que  compartilham ideais de defesa da natureza e também para formar núcleos comprometidos com o tema nos diferentes bairros mogianos.

“Os participantes são engajados e possuem conhecimento acumulado sobre a área. E muitos deles, apesar de morarem no mesmo bairro, não se conheciam. O curso fomenta o aprendizado, a troca de experiências e traz também um valioso conteúdo novo, além de unir essas pessoas em torno do local onde vivem”, comenta Carla. 
    
O curso oferece capacitação prática e teórica gratuita, em quatro módulos. Os participantes que tiverem pelo menos 80% de participação nas quatro etapas de formação receberão certificado. Nos períodos entre as formações presenciais (chamados de “períodos entre módulos”), eles realizam atividades em suas comunidades para divulgar a formação e a importância da participação de todos na construção da sustentabilidade socioambiental. Entre os objetivos do curso está a promoção da sensibilização dos moradores frente ao tema, estimulo ao conhecimento sobre o território onde vivem e fomento ao planejamento de ações orientadas à sustentabilidade.

Também são abordados problemas socioambientais locais, como descarte irregular de resíduos sólidos, parcelamento irregular do solo, poluição dos rios e córregos e supressão da vegetação nativa, entre outros. A iniciativa também tem a meta de tornar a legislação ambiental mais acessível à população e orientar as pessoas a elaborar planos de ações coletivas.

Primeira turma

A formação da primeira turma, que reuniu moradores de Jundiapeba, Chácara Santo Ângelo, Conjunto Santo Ângelo, Santo Ângelo, Parque das Varinhas, Jardim Nove de Julho e Parque São Martinho, começou em 2 de setembro e foi concluída no dia 14 de outubro. Em janeiro do próximo ano haverá ainda uma terceira turma, para quem mora na região de Cocuera.

As inscrições poderão ser feitas até 10 de janeiro de 2022 – na Secretaria do Verde e Meio Ambiente (rua Brás Cubas, 470, Centro), de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h; por telefone (4798-5962 ou 4798-5959); ou pelo e-mail svma@pmmc.com.br. As aulas começarão em 12 de janeiro. Para mais informações, ligue para 4798-5962 ou 4798-5959.