Parque da Cidade completa investimentos para melhoria da qualidade de vida dos mogianos

Secretaria de Esporte e Lazer

27 de dezembro de 2016
facebook whatsapp
Acessibilidade

Mogi das Cruzes ganhará nesta sexta-feira (30/12), às 10 horas, mais um equipamento público voltado à melhoria da qualidade de vida de seus moradores, com a inauguração do Parque da Cidade. O novo equipamento urbano tem 85 mil metros quadrados e reúne estruturas voltadas à prática esportiva, atividades culturais e ao lazer dos mogianos. Nesta terça-feira (27/12), o prefeito Marco Bertaiolli visitou o novo espaço ao lado dos secretários municipais. "O Parque da Cidade completa uma série de investimentos bem planejados que foram realizados pela Prefeitura nos últimos anos, desde a infraestrutura urbana, passando pela educação e saúde, até chegar na cultura e no esporte. São investimentos para a melhoria da qualidade de vida das pessoas e o parque terá este papel, sendo uma área de lazer e contemplação no centro da cidade", destacou o prefeito Marco Bertaiolli. O Parque da Cidade terá entradas pela avenida Jardelina de Almeida Lopes, em frente a praça Deputado Paulo Kobayashi, e pela rua Francisco Affonso de Mello. O projeto desenvolvido pelo arquiteto Ruy Ohtake conta com espelho de água cercado por palmeiras, praça de integração entre crianças e idosos, com playground e Academia da Terceira Idade (ATI), bosque com espécies nativas da região do Alto Tietê, orquidário e jardim de flores, com variedades produzidas em Mogi das Cruzes, teatro de arena para atividades culturais de artistas da cidade, churrasqueiras, dois campos de futebol society, pista de caminhada com 1.200 metros de extensão, duas quadras de tênis, quadra poliesportiva, duas quadras de vôlei de areia, três quadras de basquete (modalidade streetball) e pavilhão esportivo para atividades como tênis de mesa, xadrez e judô. Além disso, o ginásio poliesportivo existente no espaço foi recuperado e, além da utilização pela comunidade, terá escolinhas de iniciação esportiva para crianças e atividades esportivas voltadas aos idosos. Em todos os espaços do Parque da Cidade, a utilização poderá ser feita mediante agendamento junto à administração do parque. "O Parque da Cidade é um convite a Mogi das Cruzes para sair do sedentarismo e praticar atividades físicas na área central, em um local de fácil acesso. É também uma demonstração de amor e carinho da Prefeitura para a cidade", disse Bertaiolli. O Parque da Cidade será o quinto parque municipal de Mogi das Cruzes e o segundo entregue pela atual administração, ao lado do parque Botyra Camorim Gatti, que foi revitalizado em 2010. Além disso, em 2011, o Parque Natural Municipal Francisco Affonso de Mello foi reaberto ao público. O município também conta com os parques Centenário, no distrito de Cezar de Souza, e Leon Feffer, em Braz Cubas. Opções de lazer Os parques fazem parte de uma estrutura de equipamentos públicos voltados ao lazer dos mogianos. Atualmente, Mogi das Cruzes conta com 103 equipamentos para a prática de esporte e lazer, entre parques, centros esportivos, ginásios, quadras esportivas e as 68 unidades das Academias da Terceira Idade (ATI) implantadas em praças e espaços públicos. Todos os locais possuem atividades gratuitas e também podem ser utilizados pela comunidade. Além disso, a cidade possui 27 equipamentos culturais, que oferecem aos mogianos uma programação gratuita e diversificada, englobando música, artes plásticas, teatro, dança, literatura, entre outras. Os destaques ficam por conta do Centro Cultural, antiga reivindicação da classe artística de Mogi das Cruzes que foi inaugurado em 2015; o Theatro Vasques, centenário espaço para apresentações no coração da cidade; a Casa do Hip Hop, que valoriza a cultura de rua nas suas mais diversas manifestações; o Estúdio Municipal de Áudio e Música (EMAM), os museus, o Casarão do Carmo e a Pinacoteca Municipal, aberta neste ano e que reúne obras de diversos artistas da cidade. O prefeito lembrou ainda que a valorização do esporte e da cultura também faz parte da educação oferecida na cidade. Os exemplos são os prédios dos Centros Municipais de Programas Educacionais (Cempres) inaugurados pela Prefeitura e que possuem, dentro de sua estrutura, ginásios e auditórios culturais, além de oficinas oferecidas aos alunos. (LM)